DO QUE A GENTE FALA QUANDO FALA DE ANNE FRANK - NATHAN ENGLANDER

R$19,90

Entregas para o CEP:

Meios de envio

Seus dados protegidos
Todas os dados informados em nosso site são de acesso exclusivo das operadoras de créditos.
Entre em contato por Whatsapp
Tem alguma dúvida sobre o produto ou de como comprar? Converse com nossa equipe pelo WhatApp clicando no ícone no canto inferior a sua direita.
Entregas Gratuita em Charquedas e São Jerônimo.
Charqueadas: acima de R$40,00 | São Jerônimo R$80,00

Os oito relatos reunidos neste livro renovam temática e estilisticamente o panorama da narrativa curta produzida nos Estados Unidos. Nascido em 1970, Nathan Englander parece pertencer a um novo capítulo da literatura produzida por autores de ascendência judaica daquele país. Diferentemente dos personagens de Saul Bellow e Philip Roth, que se faziam americanos a despeito das origens europeias ainda recentes, os tipos criados por Englander habitam outro momento da psique judaica norte-americana: nativos de terceira ou quarta geração já não se constrangem em retornar às origens - moram em bairros e condados exclusivamente habitados por judeus religiosos, relacionam-se apenas com outros judeus, enxergam o mundo gentio com desconfiança e algum temor, permanecem fiéis ao Estado de Israel. Há muita paranoia nessas histórias: teme-se um novo Holocausto, há a desconfiança de que o velho frequentador do acampamento de férias possa na verdade ter sido um algoz nazista, subsiste o temor de um aniquilamento global a partir da destruição de Israel. Temas pesados, mas que na mão leve e inteligente do autor tornam-se enredos de algumas das mais deliciosas histórias da prosa contemporânea. Tudo com um humor anárquico e uma leveza típica dos filmes de Woody Allen. E vai além, pois Englander é um desses prodigiosos contadores de histórias. Isso tudo já é bastante explícito no conto que empresta o título ao volume. O leitor perceberá que se trata de uma paródia de uma famosa narrativa de Raymond Carver. Mas o sentido irônico do pastiche de Englander não fica apenas no título. À maneira das secas histórias de Carver, aqui o ritual do encontro etílico entre amigos de classe média é transformado num cômico embate de ideias e crenças.

 

Capa comum: 208 páginas
Editora: Companhia das Letras; Edição: 1 (18 de março de 2013)
ISBN-13: 978-8535922363
Dimensões do produto: 21 x 13,8 x 1,6 cm

Enviamos suas compras

Entrega em todo o país

Pague como quiser

Cartões de crédito ou à vista

Compre com segurança

Seus dados sempre protegidos